Publicado em 3/22/2017 5:36:08 PM

Famílias são transferidas para casas mais seguras no Cajuru

As seis relocações completam a ocupação do conjunto formado por 75 unidades, das quais 13 casas térreas e 62 sobrados.

A família do promotor de vendas Jair Pereira, 46 anos, vai guardar na memória o dia 21 de março de 2017, data em que deixaram a casa precária às margens do Rio Atuba e foram transferidos para um novo sobrado construído no Cajuru. Nesta terça-feira (21/03), a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) reassentou seis famílias que habitavam áreas de risco na Vila Acrópole. Agora, ela vivem em segurança no empreendimento Moradias Alamanda.

“Os projetos de urbanização não beneficiam somente as famílias atendidas, mas sim a cidade como um todo, pois as margens de rios liberadas com a retirada dos moradores vão receber obras de recuperação ambiental. Cuidamos das pessoas e também do meio ambiente”, afirma o prefeito Rafael Greca.

As seis relocações completam a ocupação do conjunto formado por 75 unidades, das quais 13 casas térreas e 62 sobrados. O Moradias Alamanda faz parte de um projeto mais abrangente para urbanizar a Vila Acrópole. Além da construção de casas, ruas estão sendo pavimentadas e redes de drenagem, água e esgoto implantadas para beneficiar as quatro mil pessoas que vivem na vila, situada no Cajuru.

De acordo com Pereira, valeu a pena esperar por este momento. “Nossa vida sempre foi de muita luta e tudo que vem com suor tem mais valor. Agora é vida nova, estou cheio de planos e mais feliz do que nunca”, afirma ele que, mesmo antes da mudança, já havia recebido as chaves da casa nova para fazer as melhorias ao gosto da família. “Colocamos piso cerâmico e azulejamos o banheiro. Depois da mudança quero ampliar a casa e fazer uma garagem”, conta, empolgado.

No sobrado novo vão morar com Pereira, a mulher, Janete, e o filho, Felipe. “É uma benção poder ir para um lugar melhor, aqui tem muita sujeira, mosquitos, ratos. Quando chove não podemos entrar e nem sair de casa, de tanto barro, e também não temos ligação de esgoto”, conta Janete. “Na casa nova vamos pagar pelos serviços e ter uma vida melhor, com água encanada, luz e esgoto. Um sonho poder deixar a casa limpa e bem arrumada. Vai dar orgulho chamar as visitas.”

Projeto

Localizada a 9,5 km do Centro de Curitiba, nas margens do Rio Atuba, a Vila Acrópole surgiu em meados dos anos 90. O projeto de urbanização está transformando o panorama na vila. “Além do reassentamento das famílias de áreas de risco, o projeto contempla outros moradores com a regularização fundiária e um pacote de obras de infraestrutura”, explica o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

Das 1.038 famílias cadastradas pela Cohab, 192 estão sendo reassentadas, das quais 112 estavam em área de preservação e outras 80 para desadensamento e adequações no sistema viário formado por becos e vielas.

Para acomodá-las, estão sendo construídas 192 novas casas na região. As outras 846 famílias, que estão em locais sem restrições habitacionais, vão obter as escrituras de propriedade dos lotes em que vivem.

Além das escrituras, as famílias são beneficiadas com obras para melhorar a infraestrutura do local, com a implantação de 4,7 km de pavimentação asfáltica; 9,2 km de redes de drenagem e 11,3 km de redes de água e esgoto.

Após a transferência de todas as famílias, as margens do rio vão receber obras de recuperação ambiental. O investimento no projeto é de R$ 19,6 milhões, recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida da Prefeitura.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera