Publicado em 9/20/2019 4:38:48 PM

Técnicos da Cohab esclarecem comunidade do Parolin sobre titulação das famílias

“A Cohab está sempre de portas abertas para prestar explicações e sanar dúvidas das comunidades com as quais trabalhamos", explica o diretor técnico da Companhia, Mauro Kugler.

 Cerca de 50 moradores do Parolin estiveram na sede da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) nesta sexta-feira (20/9) para uma reunião de esclarecimento a respeito da regularização fundiária da vila e da titulação de famílias que foram reassentadas pelo município em novas moradias.

 
“A Cohab está sempre de portas abertas para prestar explicações e sanar dúvidas das comunidades com as quais trabalhamos. Atuamos de forma transparente, buscando o melhor para a população e para o desenvolvimento do município”, explica o diretor técnico da Companhia, Mauro Kugler.
 
Os moradores foram acompanhados pelo vereador Edson do Parolin, principal liderança comunitária local. Entre os assuntos abordados na reunião, a maior preocupação das famílias diz respeito aos títulos de propriedade – documento que garante ao morador que ele é o proprietário oficial do lote onde vive.
 
“Foi uma reunião muito importante, os moradores foram participativos, todos puderam tirar suas dúvidas. Nossa população quer honrar seus compromissos, por isso a preocupação em entender como está o processo. Agradeço a atenção dispensada pela diretoria da Cohab e demais funcionários”, disse o vereador.
 
Andamento
O projeto da Prefeitura no Parolin teve início há 12 anos. Neste período foram construídas 485 novas moradias – entre casas, sobrados e apartamentos – para abrigar famílias que viviam em situação de risco nas margens do rio Vila Guaíra e em outros locais precários da vila. Destas, 167 ainda estão em processo de regularização.
 
“As famílias estão ansiosas para começar a pagar pelos seus terrenos, porém a Cohab só poderá iniciar a cobrança quando for concluído o processo de transferência das áreas do município para a Cohab”, explica Kugler.
 
Impasses documentais de áreas particulares que foram ocupadas acabam tornando este processo mais lento. O município precisa adquirir as áreas para em seguida repassá-las à Cohab, que subdivide os lotes que ficarão para os moradores. Muitas vezes são terrenos com problemas de inventário, ou com proprietários que residem em outro país, o que retarda a solução final do processo.
 
“Os moradores podem ficar tranquilos, pois o município está trabalhando para que todos os que receberam suas moradias possam o mais breve possível estarem com as escrituras em mãos. E desta forma possam garantir o imóvel como herança para os filhos e netos”, assegura a diretora de Relações Comunitárias da Cohab, Meiri Morezzi.
 
 
 
« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera