Publicado em 10/24/2019 2:53:31 PM

Projeto da Cohab capacita crianças a serem agentes ambientais

Projetos de urbanização e reassentamento coordenados pela Cohab não se restringem a entregar moradias para comunidades carente.

Como parte do projeto de urbanização da Vila Acrópole, no Cajuru, a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) iniciou na quarta-feira (23/10) um trabalho de capacitação de agentes ambientais com crianças da Escola Municipal Ayrton Senna da Silva. A técnica ambiental contratada pela Cohab realizou atividades com crianças de 4 e 5 anos.

“Os projetos de urbanização e reassentamento coordenados pela Cohab não se restringem a entregar moradias para comunidades carentes. Há sempre um trabalho social e ambiental que sustenta as intervenções”, explica o presidente da Cohab José Lupion Neto.

Na Vila Acrópole foram beneficiadas ao todo 1.292 famílias, das quais 192 foram transferidas de áreas de risco para novas casas construídas na mesma região e as demais receberam importantes obras de infraestrutura, com a implantação de redes de drenagem e coleta de esgoto, ruas pavimentadas, ciclovia, canchas esportivas e áreas de lazer.

“O acompanhamento social e ambiental auxilia as famílias a se adaptarem à nova realidade em que foram inseridas, longe do risco de enchentes, mas com algumas obrigações formais que não tinham anteriormente. A Prefeitura atua de forma intersetorial, com as secretarias unidas para melhorar a qualidade de vida da população”, esclarece o prefeito Rafael Greca.

Educação ambiental


Para evitar que uma nova ocupação irregular aconteça nas margens do rio Atuba, a Cohab trabalha educação ambiental com os moradores, em especial as crianças. De acordo com a diretora da Escola Municipal Ayrton Senna, Wilza de Jesus, informar as crianças é um ótimo caminho para que os conhecimentos cheguem até a família.

“As crianças são muito curiosas, aprendem rápido e comentam em casa os conteúdos vistos na escola. Isto acaba despertando também na família uma consciência ambiental, para que não joguem objetos no rio, para que façam hortas em casa, entre outros aprendizados”, diz Wilza.

A técnica ambiental Paula Gonçalves vai trabalhar com as crianças, oito módulos do que podemos chamar um curso mirim de formação de agentes ambientais. Durante o processo, os alunos produzirão uma horta e ajudarão no paisagismo da escola.

“Este primeiro contato foi uma introdução ao tema Meio Ambiente. Vamos abordar  os elementos água, terra, fogo e ar para podermos ensiná-los sobre resíduos sólidos, poluição, queimadas e outros temas. Nosso objetivo é formar multiplicadores”, destacou.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera